11 de nov de 2011

O raio-X.

''Agora que a terra é redonda e o centro do universo é outro lugar, é hora de rever os planos. O mundo não é plano, não pára de girar. Agora que o tempo é relativo, não há tempo perdido, não há tempo a perder. Num piscar de olhos tudo se transforma, tá vendo? Já passou, mas ao mesmo tempo fica o sentimento de um mundo sempre igual; igual ao que já era de onde menos se espera, dali mesmo é que não vem. Agora que tudo está exposto a máscara e o rosto trocam de lugar. Tô fora se esse é o caminho. Se a vida é um filme, eu não conheço diretor (...) Visão de raio-x, o x dessa questão é ver além da máscara além do que é sabido, além do que é sentido, ver além da máscara.'' 
                                                (pouca vogal)
E eu não vou procurar é entender nada. 
Cada um erronemamente usa a máscara que 
                                                                                                      convém e não cabe a mim compreender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual o sabor?