12 de nov de 2011

Covarde?

Nada em mim foi covarde, nem mesmo as desistências: 
desistir, ainda que não pareça, foi meu grande gesto de coragem.
     Cáh Morandi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual o sabor?