21 de nov de 2011

E agora, qual o caminho?

Noite de estudo. História. 1580 - 1640. O que devia ser uma caminhada pela Historia do Brasil, acabou com um passeio. Mas não do Brasil. Um passeio pelas datas, pelas ruas do Recife - ainda que em pensamento -, pelos cheiros e pelos dias de chuva que acabavam sempre como um dia de sol. A união era de fato uma época de ouro, a centralização de dois poderes em um unico governo, dividindo as mesmas riquezas. Com aquela certeza de que ninguém seria mais feliz que eu. Até que a união termina. Mas ao invés de um poder ficar submetido ao outro, criou duas potencias independentes, maduras e cheias de si. Quase como um exército de Roma, totalmente segura de que não seria atacado por ele denovo. Mas até o império romano um dia caiu. Usou os seus artificios tentando se camuflar, assim como fazem os soldados, e conseguiu. Não sabe como, mas conseguiu seguir em frente. Enfrentou barreiras, exclusões cibernéticas e falta de apoio; tudo isso com um sorriso no rosto. Só que hoje, ao invés do sorriso, derramou a primeira - e última - lágrima. E agora, só agora, se sente independente de verdade. Capaz de cuidar do seu governo sozinha, capaz de erguer a cabeça e dizer: sim, tou seguindo, não sei pra onde, só sei que não volto mais pra trás. Prometeu excluir todas as guerras existententes e trihar por um novo caminho. Então vai, pequena! Segue esse marco zero, perdoe e veja por onde a vida vai te guiar agora...
só o chico science vai entender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual o sabor?