12 de jun de 2011

Eu quis, secretamente, que ele não viesse. Quis ficar em silêncio só com os meus sons. Não quis escutar mais nada além de mim, E nem ter que espalhar as minhas palavras pelos ouvidos dele.
          Mas ele veio.
Ele veio e trouxe milhares de barulhos, cheiros e caras, dessas que ele faz pra tentar me seduzir. Eu tive de dividir os meus sons com os dele. Os meus cheiros com os dele. Os meus pés também.
E tive que fazer aquelas caras que eu faço
quando o resto do mundo não me interessa mais.
A gente riu: eu dele e ele de mim.

E então eu quis, secretamente, que os pés dele
nunca mais andassem para longe dos meus. 
   Maria Clara Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual o sabor?